Quatro maneiras de se atender à criatividade, família, ministério e expectativas

Há uma tonelada de literatura aí afora discutindo e defendendo a importância do equilíbrio e dos limites no ministério.

Muitos de vocês provavelmente já devem ter visto ou lido livros como “Mantenha o Foco” ou “Mexa-se” de Greg Hawkins e Cally Parkinson ou o aclamado “Limites” de Henry Cloud e John Townsend. Este último é um recurso valiosíssimo, mas eu gostaria de centrar nosso foco em um aspecto somente: o equilíbrio. Este post é direcionado para todos os líderes de ministério, grupo ou igreja (formal ou informalmente) que se esforçam para manter o equilíbrio na relação entre a igreja e sua família enquanto estão imersos na produção de conteúdo criativo e envolvente, em meio a todas as expectativas que estas coisas criam em nós mesmos.

Vamos encarar nossa realidade. Muitas pessoas que lhe vêem aos domingos e participam do “resultado do seu trabalho” não têm nenhum conhecimento (ou pouquíssimo) do contexto de produção e de quantas semanas se levou para produzir aquele vídeo, quantos dias foram gastos na criação daquele gráfico, ou quantas horas foram gastas em ensaio e pesquisa a fim de produzir o melhor material ou “produto” possível para os cultos semanais.

Sério, isso não é um exagero. Se você já passou algum tempo nesse “mundo criativo” você entende quanto tempo e energia são gastos em pré-produção. As vezes a parte mais fácil é a filmagem em si ou os rabiscos de ideias naquele caderninho, nosso fiel-escudeiro. O que mais nos consome e assombra são as tarefas que quase ninguém vê: “brainstorming”, esquemas, esquetes, encenação, ensaio, edição, edição e mais edição, revisão, gráfica, publicação e divulgação. Então, como podemos manter o equilíbrio e ainda fazer tudo com excelência? Trago algumas pequenas sugestões que têm funcionado para mim.

Agende tudo, tudo mesmo!

Tá, eu realmente estou caminhando, pra não dizer engatinhando nisso, mas já falei em alguns posts esparsos aqui no CD sobre journaling, como também escrevi um post com alguns apps aqui, que podem te ajudar a manter sua família, igreja e trabalho na mesma pista. Mas uma coisa é certa, seja intencional no tempo gasto com esse “agendamento”. Não vale marcar só quando você tiver tempo! Pra mim, a família deve estar no topo da lista, então, agende seu tempo com eles primeiro. Afinal qual o propósito de se ter uma igreja afiada e uma família cheia de treta?! Seja capaz de equilibrar sua família e trabalho (incluindo o da igreja). Existem coisas essências e outras supérfluas, corte estas últimas primeiro, sempre.

Quando mais jovem (heh!), fui líder de uma banda de louvor em minha igreja e ensaiávamos todos os sábados de manhã, das 9 as 12h. Sim, todos os sábados! E em alguns momentos isso era realmente cansativo, mas tínhamos apenas uma escala de um domingo no mês. Assim, pelo menos um sábado de ensaio era gasto em leitura da bíblia, oração e comida ou diversão. Era nosso dia de “ensaio sem música”. Digo ensaio porque o descanso também faz parte do trabalho bem executado. Para se assimilar uma semana de estudos é que todo estudante tem os finais de semana para descansar a mente. Da mesma forma, todo trabalho para a igreja deve ser prazeroso, divertido, compartilhado e “descansado” (entre aspas porque não quero dizer relaxado hein!).

Devo mencionar, porém, que os supérfluos não são errados ou problemáticos em si mesmos, só não recebem a mesma quantidade de tempo que os essenciais. Cada um deles deve receber a quantidade adequada de tempo. E este tempo pode variar conforme as diferentes fases da vida.

Crie sua semana ideal, mesmo que só na sua cabeça!

Se você é como eu e muitos outros que eu conheço, você deve usar um monte de calçados diferentes: sapatos, tênis, chinelos, etc.. Existe algum calçado coringa no seu armário? Que tênis já se tornou prioritário ou mais usado? O confortável, o descolado, o mais batido? Talvez cada tênis torna-se “prioridade” em diferentes momentos do seu dia ou semana. Da mesma forma eu gosto de marcar pelo menos 2 a 3 coisas específicas que eu quero ter feito até o final de um dia. Eu normalmente posso gerenciar e conseguir isso. Mas eu também gosto de programar o meu dia a cada semana, mesmo que não marcado no papel, mas na minha mente. Por exemplo, você pode agendar um dia para ficar mais ou menos assim:

  • 8:00 – Tomar café e responder e-mails (do trabalho e do ministério, porque não?!);
  • 9:00 – Trabalho e Estudo;
  • 12:30 – Almoço relacional ou intencional (com um colega do trampo, ou amigo da igreja ou até mesmo alguém que você está discipulando!);
  • 01:00 – Mais trabalho ou estudo;
  • 19:00 – Vá para casa;
  • 19:30 – (eu moro em Sampa, então já viu o trânsito né? Hehe);
  • 20:30 – Editar um vídeo, revisar um sermão ou estudo, fazer aquele cartaz de divulgação, ligar pra equipe, aquela reunião rápida pelo skype ou qualquer coisa prioritária do ministério;
  • 21:30 – Tempo com a família;
  • 22:30 – Vá para cama! (lembra do descanso né?!)

Ok. Surreal eu sei. Parece um mundo ideal e quase inalcançável em nosso dias, mas se você conseguir fazer pelo menos três coisas dessas planejadas já não será um grande avanço?! Já dizia Benjamin Franklin: “Se você falha em planejar, você está planejando falhar!” Lembre-se que se você não gerir o seu tempo alguém vai acabar gerenciando-o por você. E você sabe que não está gerenciando direito se você termina o dia ou a semana exausto e se perguntando se conseguiu completar ou atingir alguma coisa de verdade. Lembre-se que mesmo engatinhadas para frente são consideradas progresso. Qual a sua semana ou dia ideal? Você tem uma?

“Se você falha em planejar, você está planejando falhar!” (Benjamin Franklin)

Esteja comprometido consigo mesmo

Essa é complicada eu sei. Pode até parecer egoisticamente selvagem, porque nós devemos colocar os outros em primeiro lugar, certo? Não é o que a bíblia nos chama a viver? Quer dizer, isto é ministério! Mas veja bem, você não pode ser eficaz no ministério, se você não cuidar de si mesmo. Obtenha a quantidade certa de sono específica pra você. Exercite-se (nem que seja subir de escada pro seu apartamento vai! Heh). Tenha um tempo de silêncio diário. Seu tempo também deve ser agendado. O que te enche de energia? É um passeio de bicicleta ou um tempo com os amigos? Talvez o tempo com a família te recarregue. Encontre ou saiba o que te faz bem e que te recarrega e o faça.

Desta forma, você pode estar cheio, completo, recarregado a fim de completar o seu ministério e expectativas criativas, mesmo em meio a todo esse caos que vivemos. As coisas vão se ajeitando, mas mantenha esta prioridade. Uma coisa que aprendi estudando para concursos é que se alguém deseja agendar alguma atividade em um momento que você separou para si mesmo (seja para estudo ou para descanso), simplesmente peça desculpas e diga que você tem um compromisso. Estar comprometido consigo mesmo é o melhor dos compromissos. Esteja comprometido consigo mesmo para que você possa ser o seu melhor, para todos que precisarem de você.

Já viu o slogan das terceirizadas da Sabesp (companhia de saneamento e águas aqui de São Paulo)? “Estamos atendendo a Sabesp para que a Sabesp atenda a você”. É quase o mesmo princípio gente! Atenda a si mesmo para atender bem à sua igreja e propósitos.

Esteja comprometido com Deus

Coloquei este tópico por último não em grau de importância, mas pra que feche o raciocínio como um todo, Naquele que deve ser o nosso todo. Sou um grande adepto da teoria de que Deus realmente preenche nossas lacunas e imperfeições não só nas lacunas da alma e da salvação eterna. Cada vez mais vejo pessoas comprometidas com Deus fazerem a diferença sem nem mesmo saberem qual diferença precisavam ser. Mas por que se colocaram à disposição de Deus foram verdadeiramente usadas por Ele.
Não use isto de muleta, claro, mas já fui muito mais edificado por uma pessoa verdadeiramente compromissada com Deus do que com um PhD no mesmo assunto. Nosso Deus é um Deus relacional e mesmo sendo o Criador de todas as coisas se preocupa com nossas pequenas vidas. Você já contou a Ele como foi seu dia hoje? Pediu conselhos Dele para sua semana ideal? Clamou por sabedoria, criatividade e discernimento para seu ministério hoje? Ta esperando o que meu irmão?

Certa missionária me disse um dia que “as coisas feitas debaixo de oração e comunhão com Deus são sempre muito bem feitas”, que tal experimentar isso?! Já me peguei várias vezes fazendo as coisas do ministério com meus próprios conceitos, conhecimentos e ideias, sem nem me tocar que estava fazendo para Deus. Sei que você já passou por isso também. Como nossa área é bem técnica e as vezes mais braçal, é muito fácil cair numa burocracia e rotina impensadas. Não se deixe levar. Coloque Deus nessa parada também, sempre!

Eu espero que você encontre nessas pequenas e singelas sugestões algo de útil para equilibrar seu trabalho, ministério e família. Talvez você tenha uma sugestão também, então por favor, compartilhe a sua nos comentários abaixo. Deus nos abençoe e até uma próxima.

Recent Posts

Leave a Comment

Start typing and press Enter to search