Guia prático sobre vídeo para igrejas – Lição 32

LIÇÃO 32 – NARRATIVAS: LOCAL

Continuando nossa sessão sobre narrativas, vamos atacar hoje o segundo dos quatro elementos chave de toda boa história: o local. Não sabe quais são os quatro? Dá uma olhadinha rápida lá na última lição!

O elemento de hoje é algo comumente subestimado na maioria dos vídeos. É fácil lembrar-se de focar nas personagens e no enredo, mas a localização sempre fica de lado. Onde estão as suas personagens fisicamente? Esse é um componente vital de qualquer orçamento de qualquer filme e os produtores sempre irão cuidadosamente escolher as melhores locações para as gravações. Provavelmente, não sobrevoaremos o mundo em busca de um ambiente ideal para a próxima filmagem de alguns testemunhos (mas quem sabe, não?), então, quais medidas práticas podemos tomar para incluir a localização como aspecto importante em nossos vídeos?

PRIMEIRO, POR QUE A LOCALIZAÇÃO É IMPORTANTE?

Onde nossas personagens estão e onde nossas cenas são gravadas são precisamente impactante no resultado final de nossas filmagens. Sabe aquele ditado que diz que 90% da comunicação é não verbal? Isso também é verdade nos vídeos. Não posso afirmar com certeza a estatística, mas é verdade que a maior parte do que você está comunicando em seus vídeos virá de componentes alheios ao diálogo. Estes componentes incluem música, gradientes de cor, horário do dia e, claro, a localização.

UTILIZANDO O LUGAR CERTO PARA A FILMAGEM CERTA

Vamos olhar de forma prática para a locação. Ela precisa de alguma forma se relacionar com o tema e refletir a personagem em algum aspecto. Os elementos precisam transmitir ideias que vão reforçar ou até mesmo contrariar, dependendo da intenção, o tema.

Separei alguns exemplos que extraí de alguns vídeos para podermos analisar e discutir a solução adotada em cada um:

Local 1

Aqui temos uma economista que discorre sobre o papel da mulher no ambiente de trabalho e a dupla jornada quando também desempenha o papel de mãe. Repare que a escolha do local foi provavelmente uma sala de aula, fazendo alusão a ideia de ensino e ressaltando o caráter informativo do vídeo. A ideia de clareza está presente no local através da utilização de cores claras e neutras. Podemos ainda associar a repetição das cadeiras com o seu trabalho que lida com a repetição de números.

Local 2

Já neste vídeo, temos um ciclista que discursa sobre a prática do esporte e aponta as implicações do atleta na cidade. É interessante que os elementos presentes na cena transmitem a ideia do contraponto máximo na cidade (carro x bicicleta). Provavelmente o local é um shopping, ou lugar de grande circulação, indicando movimento.

Este terceiro exemplo é um documentário sobre as obras e o legado do artista barroco Aleijadinho. Na primeira situação, temos um artista plástico que dá sua opinião sobre os aprendizados presente na produção do grande artista. O cenário envolve uma obra de arte que se relaciona diretamente com o tema do vídeo e garante o toque de cor na composição. Percebemos alguns moveis e elementos mais rústicos, fazendo alusão ao antigo, ao caráter histórico do tema.

Local 3

Já neste segundo trecho, há a troca da pessoa entrevistada. Vemos provavelmente um padre que pontua a religiosidade tão marcante nas obras do artista em questão. O ambiente é composto por elementos monocromáticos, passando a ideia de simplicidade e igualdade. Os artigos religiosos são praticamente óbvios e a atmosfera também rústica resgata a ideia de austeridade e solenidade.

Local 4

Você consegue distinguir as diversas sensações transmitidas por esses exemplos? Veja que todos possuem um ótimo enquadramento, utilizando aquela regrinha dos terços. Nesta configuração, o local é coadjuvante na cena filmada e está carregado de uma fala subconsciente.

O PRÓPRIO TERRITÓRIO

A máxima dessa lição é que quando você estiver considerando locais para sua filmagem, o melhor é se deslocar ao próprio território da pessoa ou tema em questão. Para cada situação de exemplo acima, o vídeo se desenrola em um ambiente que lhes é comum, que lhes pertencem. Não me parece que os lugares foram projetados previamente, exceto uma produção em relação à posição dos objetos na cena; muitas das qualidades desejáveis do local já estavam presentes devido à personalidade e ocupação de seus proprietários.

Então, quando você estiver filmando seu próximo vídeo, seja um testemunho ou uma entrevista, procure encontrar com o entrevistado em um lugar que reflita seus hábitos e sua personalidade, onde ele também se sinta confortável, como sua própria casa. Priorize ambientes que estabeleçam relação de sentido com o assunto ou um aspecto que dite o tom do vídeo, recorrendo a atmosferas que sejam convidativas, imprimindo assim uma ideia de confiança. Utilizar esse local irá transmitir muito mais sobre a pessoa em questão do que filmá-la nas dependências da igreja.

E aí, tem algo a acrescentar? Tem alguma dúvida? Compartilhe com a gente!


CONTINUE LENDO…

Recommended Posts

Leave a Comment

Start typing and press Enter to search