Projeção na Igreja: identidade

Como já dissemos anteriormente, a projeção na igreja é a melhor forma de reafirmar e divulgar a sua identidade. Quanto mais você apresentar uma unidade para seu público, melhor será a assimilação e o reconhecimento por parte dele.

Primeiro, se você ainda não tem uma identidade, corra e invista nisso! Vivemos em um mundo onde o diferencial é necessário para o reconhecimento e destaque.

Quero te contar um pouco sobre uma experiência que tivemos em minha igreja. Desde que me conheço por gente, a reunião dos jovens tem sido chamada de “Unijovem” (inovador, não?!). Nada de errado com o termo, até acho que foi uma boa sacada, mas para outros tempos. Se você analisar bem, falta personalidade ao mesmo. Existem milhares de uniões de jovens espalhadas pelo mundo; nada neste nome traz alguma peculiaridade ou indício a que ele deve se referir, tampouco reflete a filosofia a que serve. Mas este não foi o ponto decisivo para que criássemos uma nova identidade, mas sim aquilo que ocorria quando digitávamos este nome no Google. Sabemos que, hoje em dia, antes de decidir alguma coisa ou visitar algum lugar, todas as pessoas procuram antes mais informações sobre o tema na internet. (Inclusive já falamos como você pode fazer para aparecer melhor no google aqui). E quando isso acontecia tínhamos 76.400 resultados! Nada único, não é mesmo?

É importante que você invista em um desenvolvimento de um conceito, uma missão, visão e os valores embutidos no seu ministério. A partir disso crie um nome de impacto, porém simples, e parta para os aspectos visuais dessa proposta. Se dentro da sua equipe não existe alguém que possa ajudar nesta parte, há a possibilidade de você recorrer a sites de criação coletiva, como o 99Designs. Você cadastra a proposta e sinaliza quanto pode investir financeiramente e uma rede de designers cadastrados, que se interessarem, vão sugerir uma série de opções, cabendo a você eleger o mais apropriado. E caso você não se sinta satisfeito, existe a devolução do seu dinheiro.

Com a identidade em mãos, é hora de explorá-la ao máximo para que seu público a assimile e acabe sendo, também, uma importante fonte de divulgação do seu ministério. E uma forma legal de começar divulgando é dentro da igreja, através da projeção.

Na igreja batista, de onde eu venho, é muito comum o culto bem setorizado e separado por diversos momentos, tais como dízimos, orações, mensagem, cânticos etc. Por que não criar uma tela de apresentação para cada momento, incluindo a identidade, seja na forma de logo ou utilizando elementos que remetem a ele. Telas de transição ou de espera que contenham a logo da sua igreja ou assinaturas discretas em cada quadro, também servem ao propóstio. Além disso, também tenho visto o costume de passar um pequeno vídeo introdutório antes das mensagens: aproveite para colocar sua marca aí também!

ibab

Exemplo de tela de apresentação de mensagem – IBABJOVEM

ibm2

Print de vídeo introdutório de mensagem – IBM

ibm

Print de vídeo introdutório de mensagem – IBM

Você pode optar por fazer uma divulgação prévia das suas atividades e utilizar a mesma arte para ilustrar os eventos no momento em que estão acontecendo. Isso vai fortalecer a ligação visual, possibilitando que você crie um padrão facilmente reconhecível nas suas próximas ações.

E aqui, esta é a palavra chave para uma identidade bem resolvida e bem sucedida em sua divulgação: padronização. Vamos falar sobre isso mais pra frente!

Mais uma vez, insisto que você invista na sua identidade. Toda marca prevalece porque cria uma relação com seu consumidor, porque se personifica em um individuo que tem opinião e interage com o público, seja reafirmando valores em comum ou trazendo novas ideias. Como é a pessoa do seu ministério?

Pense nisso. Discuta com a gente, queremos saber o que você pensa.

Recommended Posts
Showing 3 comments
  • Claudinei
    Responder

    Na IBAB tem uma tela que fica na parte de traz, como de cinema, exibindo a arte do tema da pregação, qual tecnologia é utilizada para a projeção? Faço parte de uma igreja batista aqui no interior do MT e temos também a mesma visão de vocês, se possível gostaria de sua ajuda…

    • Conversão Digital
      Responder

      Olá Claudinei, obrigada pelo seu comentário e participação!
      Não sei se entendi direito sua colocação, mas pelo que imagino existem duas maneiras de realizar isso:
      A) a congregação e o palco vêem a mesma tela
      Para isso, vários programas como os que já listamos no post, tais como Adore! Slides, EasyWorship, EasiSlides etc possuem essa funcionalidade, e para usufruir dela é preciso que você tenha duas saídas de vídeo para que seja possível estender sua área de trabalho. Assim, você pode ter no computador a tela de controle do programa e na segunda saída a arte final destinada a visualização de todos. Dessa segunda saída, apenas com um divisor de sinal (split) você pode conectar quantos projetores ou TVs quiser. (Existe no mercado split de até 8 sinais). E eles exibirão o mesmo conteúdo.

      B) a congregação e o palco vêem telas diferenciadas
      Com certeza o EasyWorship e o ProPresenter possuem uma funcionalidade que se chama “Feedback”. Para seu funcionamento é necessário que você tenha três saídas de vídeo, assim uma fica dedicada ao monitor para seu controle, outra para a congregação e a terceira para o palco, que pode conter informações exclusivas para a equipe que está liderando o culto, como letras cifradas, avisos de próxima ação etc.

      Aqui tem um “esqueminha” que desenhamos para você poder visualizar melhor: Projeção na igreja

      Espero que eu tenha conseguido sanar sua dúvida, se não, comenta aí!

  • Felipe Fidelis
    Responder

    Gostaria de saber se vocês prestam algum tipo de Worshop sobre o tema?

Leave a Comment

Start typing and press Enter to search